Notícias
Destaques
Artigos
Outros mercados
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB
Artigos
2009-02-20

"A mudança não assegura necessariamente progresso, mas o progresso implacavelmente requer mudança." (Henry Commager)

A Revismarket não escapa ao progresso, pelo que é chegada a hora de questionarmos a nossa fórmula de trabalho, rever processos, adaptá-los às alterações do mercado em que operamos, e promover algumas alterações.

Chegou a hora de pôr em causa práticas e estratégias que, até aqui pareciam adequadas, e correm o risco de se tornar obsoletas à luz dos novos hábitos de comunicação.

Assim, implementamos algumas mudanças para o ano de 2009 que queremos, com a nossa habitual transparência, comunicar aos nossos leitores e parceiros.

2009-02-18

Optimistas contra tudo e contra todos mas, acima de tudo, lúcidos, os directores de loja revelam um equilíbrio entre o realismo e a esperança. Apesar do tempo que não chega para todos os afazeres, o volume de negocio e margens que nunca são os suficientes, as reclamações dos clientes e as queixas dos funcionários... a confiança no futuro ainda se mantém sólida.

PUB
2009-02-16

Numa altura em que tanto se fala em despedimentos, desinvestimentos, deslocalização e falta de “expertise” em Portugal, existem exemplos que contrariam estas tendências. A CWJ é um desses casos, uma organização diferente que mostra como Portugal também sabe fazer bem.

2009-02-16

Num ano globalmente moroso, as vendas de fim de ano são um factor chave para os resultados anuais do sector electro, mas em 2008 os números não foram os melhores. A Revismarket sondou as marcas e distribuição e constatou que o retalho especializado foi o canal com maiores dificuldades* e que o comércio online apresentou o maior crescimento.

2009-02-11

No encadeamento do ambiente de "crise"» que se vive, a Revismarket desafiou os seus leitores a identificar as principais ameaças tantopara a produção como para a distribuição em 2009. Assim, como resultado deste trabalho conjunto, destacam-se a concorrência que pode levar ao enfraquecimento de algumas empresas, os elevados custos de produção, sobretudo devido aos custos energéticos, a volatilidade dos custos das matérias-primas, o custo da mão de obra especializada, a quebra no consumo mundial, a desconfiança na economia, o desemprego e a falta de encomendas que provoca o excesso de stock são algumas das ameaças identificadas para a distribuição.

PUB
Capa da Revista



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos