Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB
Artigos
2011-04-11

Poder fazer as compras a pé, no seu próprio bairro, em pequenas lojas de comércio tradicional parecia ser, há uns anos atrás, um cenário em vias de extinção ou um privilégio ao alcance de poucos. No entanto, parece que estes hábitos estão a voltar com novos conceitos de comércio de proximidade, numa corrida que não pára de se reinventar. Durante muito tempo, a grande distribuição fugiu dos centros das localidades, mas agora o panorama mudou. Verifica-se uma viragem profunda no universo do comércio organizado, que leva à reinvenção da noção de proximidade, de serviço e de conveniência.

2011-03-31

Portugal também faz bem e é esse bem fazer que queremos partilhar com todos os nossos leitores nesta nova rubrica Portugal - Empresas & Negócios.

Em cada edição, publicaremos nesta rubrica exemplos de empresas e negócios portugueses que encontrámos nas nossas várias viagens e que merecem destaque por alguma razão específica, seja como um bom exemplo, seja como um caso diferenciador ou, simplesmente, porque algo nos chamou a atenção de entre as várias centenas de organizações que temos vindo a conhecer ao longo dos anos.

Encontrámos em Braga um conceito diferente, a Cidadela Electrónica. Mesmo no meio dos “tubarões” do mercado, as três grandes insígnias com implantação nacional, encontra-se a loja nova da Cidadela Electrónica, aberta em Setembro de 2009.

2011-02-21

Lançamos a nova rubrica "Empresas electro com história" que tem como objectivo dar a conhecer empresas portuguesas do sector com mais de 20 anos de actividade. O mercado português conta com inúmeras organizações que se mantêm nesta actividade há mais de duas décadas das mais variadas áreas e actividade e que são o resultado de uma história de vida que levou a que permanecessem activas.

São estas histórias de pessoas e empresas que queremos contar para que todos conheçam os protagonistas que têm feito parte do sector ao longo de mais de 20 anos.

- Hortênsio Marques Cabral, com 31 anos de história em Vendas de Galizes, Oliveira do Hospital

- Manuel J. Monteiro & Cª, Lda, desde 1932, com 79 anos de história

- Sonovisão, desde 1983... 28 anos de história

- Mateus Cozinhas Interiores ... desde 1969

- João Crisóstomo Figueira da Silva, S.A... 64 anos de história

- Prolar... 50 anos de história... desde 1961

- Baltazar Lima, 35 anos de história... desde 1975

Se faz parte do mercado electro e tem uma empresa portuguesa com mais de 20 anos de actividade, contacte-nos e faça parte da história.

2010-12-07

Embora a maioria das organizações reconheça o potencial e importância dos media sociais, estão ainda confusas com as regras de “engagement” e falta-lhes o apoio organizacional e a confiança. Como resultado, muitas afastam-se dessas redes ou aderem sem compreender muito bem o impacto que isso pode ter nas suas marcas.

Esta é uma das conclusões do primeiro estudo de mercado qualitativo à escala global sobre as atitudes dos consumidores e os seus comportamentos em relação às marcas nas redes sociais, realizado pela Firefly Millward Brown. A Millward Brown afirma que a pesquisa, realizada através de uma rede social privada de empresas criada para este efeito, irá fornecer às empresas e às respectivas marcas insights valiosos sobre como navegar nas redes sociais de forma mais eficaz. A pesquisa incluiu conversas aprofundadas com organizações e com centenas de consumidores em todo o mundo.

2010-11-22

O mercado português de produtos tecnológicos demonstrou, no terceiro trimestre, uma tendência negativa, com a queda a totalizar 3,2 por cento, comparativamente com o mesmo período do ano passado, ficando-se nos 616 milhões de euros. Analisando o acumulado das vendas até Setembro, os dados GfK TEMAX indicam uma descida de 0,6 por cento, para os 1,823 mil milhões de euros.

O mercado nacional foi particularmente prejudicado pelos sectores das tecnologias de informação (-3,6%), equipamento de escritório e consumíveis (-5,6%), electrónica de consumo (-10,3%) e telecomunicações (-12,3%), que apresentaram números negativos. Por seu turno, o sector da fotografia apresentou um crescimento de dois dígitos (10%), enquanto os pequenos (1,2%) e os grandes domésticos (6,7%) continuaram a demonstrar tendências positivas.

PUB
Capa da Revista



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos