Notícias
Destaques
Artigos
Outros mercados
Banco de imagens
Banco de oportunidades
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB
MercadoL.Branca/PAEMultimédiaExclusivos
2013-12-17

A Rowenta apresenta o novo Instant Dry Eco Intelligence, o secador obrigatório para fãs de produtos “eco-friendly” . Este secador permite reduzir o consumo de energia em 30%, mantendo uma performance equivalente a um secador de 2.110 watts e uma eficiência de 100%.

Com o Instant Dry Eco Intelligence é possível conjugar seis posições com três níveis de temperatura e duas velocidades independentes.

PUB
2013-12-17

O ferro Eco Intelligence da Rowenta garante uma redução do consumo de energia em 30% sem afectar a eficácia desejada. Tem 2.400 watts de potência e uma capacidade de depósito de 300 mililitros.

O Eco Intelligence integra várias tecnologias que permitem a eficiência máxima, como o Eco Steam System e a base Laser Microsteam 400 3De. Esta base em aço inoxidável endurecido evita os riscos e os mais de 400 micro orifícios assegura a difusão perfeita do vapor e, assim, a melhor eficiência.

2013-12-17

A Actifry 2 em 1 da Tefal é a solução para quem gosta de cozinha saudável e de refeições completas, originais e rápidas de confeccionar. Esta versão da Actifry permite preparar o prato principal e o acompanhamento em simultâneo, poupando o dobro do tempo. É duas vezes mais rápida e prática, com a possibilidade de programar automaticamente as duas áreas com quatro programas distintos consoante o tipo de alimento.

A Actifry 2 em 1 preserva a textura, o sabor e a qualidade nutricional dos alimentos, sempre com quantidades mais reduzidas de gordura.

PUB
2013-12-17

A gama de topo dos esquentadores Vaillant é a solução para os utilizadores que procuram, num esquentador a gás, não apenas um aparelho que produz AQS mas que cubra todas as necessidades com o máximo de conforto e o mínimo consumo. A tecnologia termostática, até há pouco reservada às caldeiras murais, oferece ao utilizador vantagens importantes relativamente às soluções tradicionais. O utilizador fixa a temperatura de conforto e o esquentador fornece a água a essa temperatura graças à regulação precisa da potência.

Desta forma, o utilizador desfruta não só de água quente à temperatura desejada mas também a máxima estabilidade. A tecnologia termostática impede que a água aqueça acima da temperatura desejada e, por isso, um consumo desnecessário de gás.

2013-12-17

A marca portuguesa de esquentadores apresenta o esquentador Sensor Compacto, que oferece, segundo a Vulcano, o maior valor de rendimento de um esquentador estanque do segmento doméstico: até 94%.

Estes versáteis equipamentos podem funcionar como estanques ou ventilados e possuem o mesmo tipo de ligações hidráulicas que os aparelhos tradicionais actuais, o que permite a utilização de acessórios standard e facilita a sua instalação, sendo ideal para uma substituição mais rápida e sem obras.

2013-12-17

A ZTC lança um novo telefone a pensar na população sénior, o SP45, um Senior Phone simples e prático a um preço reduzido.

Disponível em duas cores (preto e branco), de design elegante e de fácil interacção, o SP45 aposta novamente na introdução da base como elemento relevante e distintivo, permitindo o cómodo carregamento da bateria ou apenas suporte do telefone.

PUB
2013-10-16

Após três anos de interregno, a AGEFE - Associação Empresarial dos Sectores Eléctrico, Electrodoméstico, Fotográfico e Electrónico tornou a promover uma jornada de análise e debate dos principais temas e tendências que estes sectores atravessam.

Destinado a quadros e dirigentes das marcas e das empresas de distribuição que operam no país nas áreas dos electrodomésticos, electrónica de consumo e TIC, o IX Encontro AGEFE teve como objectivo promover a discussão de alguns dos principais desafios que se colocam à evolução dos mercados daqueles bens de consumo. Daniel Ribeiro faz um balanço positivo deste dia de trabalho, considerado por alguns dos participantes “como o melhor encontro que a AGEFE já realizou”.

Leia mais em detalhes e veja as imagens do IX Encontro AGEFE.

2013-10-16

Jacques-Antoine Granjon, fundador e CEO da Vente Privée, surpreendeu uma plateia composta por centenas dos maiores “players” do retalho mundial durante a última edição do World Retail Congress ao afirmar “o e-commerce morreu, viva o comércio”. O CEO da Vente Privée sustentou esta sua declaração pelo facto da primeira vaga da Internet estar a terminar, chegando o tempo de regressar ao que se vende. “Para mim, significa o fim dos “pure players”, eles vão acabar”, defendeu. “O futuro é multicanal e “cross-channel”. O comércio electrónico é apenas um novo canal de distribuição”.

É também esta a visão partilhada pelos intervenientes no painel “Online vs Offline... um desafio decisivo”, que fez parte dos temas do IX Encontro de Electrodomésticos, Electrónica de Consumo e TIC da Associação Empresarial dos Sectores Eléctrico, Electrodoméstico, Fotográfico e Electrónico (AGEFE), realizado no passado dia 11 de Outubro, em Lisboa. “Não é verdade que o online representa só 3% das vendas de tecnologia em Portugal”, afirmou Rui Lopes, E-Commerce Manager da Fnac Portugal, contrariando os dados anteriormente apresentados pela GfK Portugal. O gestor do negócio de comércio electrónico da Fnac justificou esta sua posição pelo facto de acreditar que já não há comércio online nem comércio offline, “apenas “shopping” com os seus vários canais”.

2013-10-16

Na hora de comprar um determinado produto, seis em cada dez pessoas iniciam o seu processo de pesquisa e de busca de informação através da Internet. Apenas 32% vai às lojas informar-se antes da decisão de compra, segundo um estudo da HP apresentado por José Correia, director geral da HP Portugal, no IX Encontro de Electrodomésticos, Electrónica de Consumo e TIC da Associação Empresarial dos Sectores Eléctrico, Electrodoméstico, Fotográfico e Electrónico (AGEFE), realizado no passado dia 11 de Outubro, em Lisboa.

O responsável da HP, interveniente no painel “Online vs Offline... um desafio decisivo”, detalhou que dos 32% que pesquisa informações na loja, 9,47% decide com base no preço e 7,8% vê nas marcas um factor decisivo.

2013-10-15

As vendas de bens tecnológicos através da Internet continuam baixas no mercado português. De acordo com os dados apresentados por Miguel Faias, da GfK Portugal, no IX Encontro de Electrodomésticos, Electrónica de Consumo e TIC da AGEFE, Associação Empresarial dos Sectores Eléctrico, Electrodoméstico, Fotográfico e Electrónico, realizado no passado dia 11 de Outubro, em Lisboa, o online representa 3% das vendas totais destes produtos e concentra-se, principalmente, em smartphones, câmaras digitais, TV, tablets e armazenamento.

No retalho offline, manteve-se uma tónica de campanhas agressivas. A GfK contabilizou 120 campanhas este ano, mais 26 que no período anterior. 32% destas acções foram multiproduto, 14% focadas em produtos IT, 83% com desconto imediato e 13% com desconto em cartão.

2013-10-15

Os smartphones e os tablets são e vão continuar a ser os "drivers" do mercado de bens tecnológicos, segundo dados avançados por Carlos Figueiredo, da GfK Portugal, no IX Encontro de Electrodomésticos, Electrónica de Consumo e TIC da AGEFE, Associação Empresarial dos Sectores Eléctrico, Electrodoméstico, Fotográfico e Electrónico, realizado no passado dia 11 de Outubro, em Lisboa.

No próximo ano, serão vendidos 1,2 mil milhões de smartphones em todo o mundo e mais de 230 milhões de LCD’s, metade dos quais ligados à Internet, com o 3D e a Smart TV a posicionarem-se como os produtos de maior potencial. Este ano, já foram vendidos mais de 60 milhões de televisores na Europa, o que tem constituído um incentivo à compra de complementos de som.

2013-10-09

Não obstante as questões relacionadas com o pagamento de impostos e as disputas laborais em que se encontra envolvida, com o recente anúncio de mais uma greve dos seus trabalhadores na Alemanha para o período de Natal, a Amazon é o retalhista em que os consumidores mais confiam.

A gigante do “e-commerce” posicionou-se no lugar cimeiro de um inquérito realizado em nove países pela OC&C e divulgado no último dia do World Retail Congress.

Os consumidores foram convidados a avaliar cerca de 600 retalhistas com base em parâmetros como a confiança, relação qualidade/preço, produto e capacidades multicanal. A Amazon liderou apesar da perda de confiança nos consumidores no Reino Unido e na Alemanha, com a sua pontuação a cair globalmente 4,3%.

PUB
Capa da Revista


Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos