Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB

ZenZoe: O robot que elimina a Covid-19 chegou a Portugal
2020-07-06

Já chegou a Portugal uma tecnologia inovadora de combate ao Covid19: o ZenZoe é um robot que, através de uma luz ultravioleta (UV-C), limpa o ar e elimina a presença da Covid-19. Os germes e agentes patogénicos são eliminados praticamente na sua totalidade, com a capacidade de redução a chegar aos 99,99%.

É o desenho exclusivo da lâmpada de luz ultravioleta utilizada e a sua potência, intensidade e dimensão que, combinadas com o movimento contínuo do robot, permite realizar uma limpeza eficaz, a todos os pontos e zonas críticas, fazendo uma desinfecção a nível horizontal e vertical.

Desenvolvido pela ASTI Mobile Robotics - empresa de tecnologia e robótica sedeada em Espanha - e pela BOOS Technical Lighting, o ZenZoe será distribuído em Portugal pela Aura Light, líder no mercado de iluminação interior e exterior.

O tempo de limpeza é recorde: o robot precisa apenas de oito minutos para desinfetar uma área de 25 metros quadrados.

A luz ultravioleta utilizada pelo ZenZoe foi testada pelos investigadores do Laboratório Nacional de Doenças Infecciosas Emergentes (NEIDL) da Universidade de Boston que expuseram materiais infetados com o SARS-CoV-2 (vírus que provoca a Covid-19) concluindo que, com a dose e aplicação indicadas, reduz o vírus em 99,99%.

O robot ZenZoe promete tornar os espaços seguros e livres de Covid-19 e, simultaneamente, respeitar o meio ambiente. Dado que a sua ação não é tóxica, não implica tempos de espera para que se possa voltar a utilizar o espaço desinfetado. A tecnologia está indicada para ser utilizada em diversos espaços: de hospitais a fábricas, centros comerciais, escritórios ou outras instalações de grande dimensão.

Com sucesso comprovado em Espanha, em espaços públicos de grande exigência sanitária, o ZenZoe já foi utilizado em escolas, clínicas, centros comerciais e tantos outros: o estádio do Villarreal, o Hospital Universitário de Burgos e o aeroporto de Barajas, Madrid, estão entre alguns dos espaços que já usaram a tecnologia.

PUB
Banco de imagens



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos