Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB

Comércio eletrónico português tem marcas a crescer 300% e 600%
2019-10-29

No âmbito da conferência Tudo Sobre Ecommerce 2020, a organização revelou alguns dados que confirmam que 2019 está a ser um ano importante para o sector do comércio eletrónico português, com marcas com um crescimento nas vendas online na ordem dos 300% e subidas a rondar até os 600% em insígnias com expansão internacional.

Há sensivelmente três anos, o Estudo da Economia Digital em Portugal, da Associação da Economia Digital (ACEPI), estimava que os portugueses deverão gastar em 2025 cerca de 8,9 mil milhões de euros em compras online. Os dados mais recentes constatam que o negócio “business-to-consumer” (B2C) cresceu, em 2018, para os 5,5 mil milhões de euros no país (cerca de 3% do PIB), mas o marco prospetivo da ACEPI poderá estar em vias de ser atingido já em 2020, cinco anos antes do tempo. Quem o assevera é Vera Maia, mentora da plataforma Tudo Sobre Ecommerce, que organiza a conferência e que é uma das consultoras de referência no desenvolvimento de projetos de comércio eletrónico em Portugal (PROF Shoes, Play Up, Lemon Jelly, Wock, Overcube e Flama, entre outros), também com clientes no estrangeiro. “Acompanhamos diariamente empresas que vendem online, grande parte delas há quase 10 anos. O ano de 2019 está a demonstrar-se extremamente importante para várias marcas: constatamos crescimentos nas vendas eletrónicas na ordem dos 300%, em alguns sectores, chegando a 600% em marcas com expansão internacional”, sublinha Vera Maia, confiante de que a meta prevista para 2025 será “facilmente atingida já no próximo ano”.

De acordo com dados de 2018 (da ACEPI), cerca de 50% dos internautas portugueses fizeram já compras online, maioritariamente (70%) em websites estrangeiros.

PUB
Capa da Revista



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos