Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB

Auchan Holding perde 1.145 milhões de euros e reduz vendas em 3,2%
2019-03-12

A Auchan Holding registou, em 2018, um prejuízo líquido de 1.145 milhões de euros, o que compara com o lucro de 275 milhões de euros obtido em 2017. Também as vendas caíram 3,2%, para os 50.986 milhões de euros.

De acordo com o grupo francês, este desempenho é consequência de encargos extraordinários pela deterioração dos seus ativos em Itália, França e Rússia, no valor de mais de 1.100 milhões de euros, do efeito negativo das divisas, sobretudo do rublo russo e do yuan chinês, assim como do impacto da sua aliança com a Suning. Ao que se junta o aumento de 2,8% no gasto com salários.

Por áreas de negócio, as vendas da Auchan Retail diminuíram 3,3%, para os 50.300 milhões de euros. Numa base comparável, a descida foi de 2,4%. Por seu turno, a Ceetrus concluiu o exercício com um crescimento de 7,5%, enquanto que a filial bancária Oney aumentou 3,8%.

Devido a estes resultados, o grupo informou os acionistas que tomou a decisão de não repartir dividendos de 2018.

Para 2019, as três filiais do grupo terão rigorosos objetivos financeiros que, no caso da Auchan Retail, passam pelo regresso aos lucros. “O nosso objetivo é converter a Auchan Retail no curto prazo, o que implicará renúncias e decisões financeiras. Esta é a ambição do plano de ação ‘Renascimento’ que coloquei em marcha quando assumi funções. O êxito deste plano ajudará a aumentar significativamente os lucros da Auchan Retail em 2019”, assinala Edgard Bonte, presidente do grupo. “Olhando no médio prazo, devemos encontrar o que faz com que a Auchan Retail se destaque, uma vez mais, através de uma visão reafirmada para 2025, respaldada por decisões estratégicas. Juntamente com as equipas, comprometemo-nos a dar um verdadeiro significado ao que fazemos, procurando constantemente formas de fazer o melhor que pudermos. O nosso objetivo é ser o retalhista de alimentos de confiança das pessoas na sua ‘zona de vida’, mediante a criação de associações inovadoras. Estas associações abarcarão aquisições, tecnologia, serviços e a nossa linha de produtos”.

Portugal com desempenho sólido

Apesar da queda de 3,3% nas vendas da Auchan Retail, o mercado português, assim como o espanhol, apresentaram resultados sólidos. Desempenho que contrasta com o retrocesso em Itália, atribuído à redução do consumo e aumento da concorrência. Neste mercado, foram encerradas 23 lojas, incluindo dois hipermercados, que davam prejuízo. Devido a esta evolução, as receitas na região do sul da Europa contraíram 0,7%.

Em França, por seu turno, a queda foi de 1,3% e na Europa Central e de Leste 1,4%. Na Rússia, a Auchan Retail fechou 11 lojas. O desempenho neste mercado não foi positivamente contrabalançado pelos crescimentos na Ucrânia, Polónia, Roménia e Hungria. Na Ásia, a descida foi de 2,6% e em África as receitas no Senegal cresceram duas vezes e meia.

PUB
Banco de imagens



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos