Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB

Miele cresceu 5,9% e criou mais de 1 000 empregos no último exercício
2017-10-10

A empresa registou uma facturação de 3 930 milhões de euros no exercício fiscal que finalizou no dia 30 de Junho de 2017 e chegou aos 19 500 colaboradores.

A empresa familiar alemã Miele consolidou o seu crescimento a nível mundial durante o último exercício. O principal fabricante de electrodomésticos do segmento Premium encerrou o exercício de 2016/2017, terminado no passado dia 30 de Junho, com uma facturação de 3930 milhões de euros. Este número traduz-se num crescimento de 5,9 % relativamente ao ano anterior. Para este aumento contribuíram, de forma importante, a gama de electrodomésticos de encastrar e os aspiradores. Entre os marcos importantes deste período, a registar uma importante participação da Steelco, a especialista italiana em tecnologia médica, o lançamento da Miele Venture GmbH e a criação de uma nova unidade de negócio Smart Home. A equipa da Miele em todo o mundo assinalou um aumento de 1 000 colaboradores e já ultrapassa os 19 500 colaboradores. Durante este período, a empresa investiu um total de 225 milhões de euros na melhoria dos seus centros de produção e no desenvolvimento de novas tecnologias; 23% mais do que o montante investido no exercício anterior.

A Direcção da Miele mostra-se “muito satisfeita” com este resultado. Pelo terceiro ano consecutivo, o crescimento das vendas da Miele ultrapassou a média dos últimos 10 anos, apesar das condições nada favoráveis que continuam a afectar mercados como a Rússia, a Turquia e o Reino Unido. Além disso, os preços foram sujeitos a uma pressão contínua em todas as gamas de produtos e mercados.

Contudo, a Direcção da Miele prevê um aumento importante da facturação e do número de unidades vendidas para o próximo ano. Esta previsão baseia-se na sua atractiva carteira de produtos e nos prognósticos maioritariamente positivos para os mercados alemão, europeu e mundial.

Forte crescimento na Alemanha, EUA, Austrália e Canadá

Na Alemanha, a Miele registou um total de vendas de 1 180 milhões de euros, o que supõe um crescimento de 6,8 %, tendo, durante os últimos anos, sido líder indiscutível em termos de quota de mercado e a marca de electrodomésticos número um em estúdios de cozinha.

As vendas fora da Alemanha mantiveram-se nos 70%, número quase idêntico ao do ano anterior. Cabe destacar especialmente o crescimento dos EUA, Austrália, Canadá, Áustria e o bom desempenho nos mercados asiáticos. Por outro lado, no sul da Europa, os mercados de Itália e Espanha verificaram uma importante recuperação.

Líder europeu na venda de aspiradores com 2,5 milhões de unidades

De acordo com os resultados nas gamas de produtos a nível individual, as vendas de máquinas de lavar louça da Miele continuaram a aumentar e, no fecho deste ano fiscal, acumulam já um aumento no número de unidades de 40% durante os últimos três anos. Na gama de aspiração, o primeiro aspirador sem saco da Miele, o Blizzard CX1, foi lançado no mercado depois da sua apresentação na IFA de 2016. Pela primeira vez, a Miele vendeu mais de 2,5 milhões de aspiradores, tornando-se na líder do mercado europeu (aspiradores com/sem saco), quer no número de unidades vendidas, quer em termos de facturação.

O Miele Group compra a Steelco, embora se mantenha esta marca

A unidade de negócio Miele Professional, composta por lavandaria industrial, máquinas de lavar louça industriais e também dispositivos médicos e de laboratório, facturou 484 milhões de euros durante o passado exercício fiscal.

No campo da tecnologia médica, a situação da Miele no mercado melhorou significativamente graças ao facto de a empresa italiana Steelco ter passado a fazer parte do Miele Group. Sob a etiqueta da Steelco, o negócio concentrar-se-á nas centrais de esterilização (CSSDs) para hospitais. Por sua vez, a Miele tem o seu foco nas vendas a consultórios e a laboratórios. Face a uma colaboração a longo prazo, a Miele adquiriu a maior participação na Steelco, embora continue a gerir a marca como uma empresa independente. O objectivo é oferecer aos clientes uma carteira de produtos mais completa e um melhor Serviço Pós-venda. Esta nova aliança regista uma facturação conjunta de aproximadamente 250 milhões de euros, com um importante potencial de crescimento.

Ampliação da equipa na Alemanha e a nível internacional

Em Junho de 2017, a Miele contava já com 19 465 funcionários em todo o mundo, o que supõe um aumento de 1 095 colaboradores em relação ao ano anterior, ou seja, mais 6 %. Foi especialmente incrementada a capacidade das áreas vinculadas directamente à parte do negócio que evolui positivamente, como as fábricas e os departamentos de vendas e serviço técnico das filiais. Nos escritórios centrais da empresa em Gütersloh e em outras cidades da Alemanha, ao fecho deste exercício, a Miele contava com 10 888 colaboradores, mais 562 do que no ano anterior, ou seja, um crescimento da sua equipa de 5,4%.

Fortes investimentos na produção e vendas

Durante o passado exercício fiscal, o Miele Group investiu 225 milhões de euros, ou seja, mais 41 milhões de euros do que no ano anterior (+23%). Aproximadamente dois terços destes investimentos destinaram-se a centros na Alemanha e cerca de 60 % foi investido no desenvolvimento de novos aparelhos, bem como na expansão, conversão e modernização da produção. Além disso, foram abertos novos showrooms em Bolzano (Itália), Hong Kong, Madrid, Paris, Split (Croácia) e Estocolmo.

Imagem: Stefan Breit (Director Técnico), Markus Miele (Administrador e Sócio), Olaf Bartsch (Director Financeiro), Reinhard Zinkann (Administrador e Sócio), Axel Kniehl (Director Marketing e Vendas).

PUB
Banco de imagens



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos