Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB

Moderação e solidez no crescimento em Espanha
2019-06-17

A Crédito y Caución prevê que, em 2019 e 2020, o sólido crescimento económico em Espanha se modere ligeiramente.

A procura interna continuará a ser o principal impulsionador, apoiada pelo crescimento das exportações. A boa evolução do consumo das famílias será sustentada pelo aumento do emprego, pelo crescimento dos salários e pelas baixas taxas de juro que impulsionam o investimento.

O mais recente relatório da seguradora de crédito prevê que a taxa de desemprego diminua em 2019 e 2020, embora permaneça acima da média da Zona Euro. A tendência de desalavancagem das famílias e das empresas manteve-se em 2018, mas ainda há um longo caminho a percorrer, especialmente no sector da construção e nas famílias com menores rendimentos. O sector financeiro melhorou a qualidade dos seus ativos. No entanto, os níveis de incumprimento mantêm-se elevados, comparativamente com outros membros da União Europeia. O relatório prevê que o défice orçamental caia ainda mais em 2019 e 2020.

Neste contexto, a Crédito y Caución espera uma melhoria nas insolvências em Espanha, que ainda mantêm o nível mais elevado de entre todos os mercados desenvolvidos, face aos valores anteriores à crise. As falências empresariais registaram uma forte recuperação em Espanha desde o início da crise até 2013. A tendência, que se alterou a partir de 2014, manter-se-á em 2019, segundo indica a Crédito y Caución. A previsão é de que a diminuição das insolvências seja na ordem dos 5%. No entanto, isso manterá as insolvências próximas dos 5.350 casos, um valor anormalmente elevado em relação aos mercados envolventes que multiplica por quatro os valores de 2007.

PUB
Banco de imagens



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos