Notícias
Destaques
Artigos
Outros mercados
Banco de imagens
Banco de oportunidades
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB
85% das empresas dizem que há falta de apoio do seu banco
2012-08-03

Segundo a Intrum Justitia, 85 por cento das empresas portuguesas não confiam na capacidade dos seus bancos para lhes dar apoio financeiro.

Entretanto, na Europa, a percentagem das empresas que não confiam na capacidade dos seus bancos para lhes dar apoio financeiro desceu até aos 47 por cento. Apenas cinco por cento das empresas europeias recorrem ao seu banco quando têm problemas de liquidez, comparativamente aos 14 por cento que o faziam em 2011.

O Índice de Risco também reflecte a restrição de crédito que as empresas percebem como repercussão da recessão global do tecido empresarial. Assim, segundo os dados do Índice de Risco de 2012, 42 por cento das empresas europeias acreditam que os bancos restringiram o crédito devido à recessão global e à situação económica europeia. Em Portugal os valores afastam-se muito da média europeia, situando-se nos 61 por cento. No topo do ranking europeu, encontra-se a Grécia, onde 75 por cento das empresas afirmam ter sofrido restrições de crédito por parte dos bancos. No lado oposto, encontram-se a Suécia, Suíça e Noruega, uma vez que menos de 20 por cento das empresas consideram que houve, realmente, restrições por parte dos bancos.

Luis Salvaterra, director geral da Intrum Justitia Portugal, afirma que “as restrições ao crédito bancário fazem com que as empresas temam pela sua sobrevivência, pelo que é necessário tomar medidas para evitar a deterioração do tecido empresarial português, nomeadamente a implementação por parte das empresas de políticas de gestão e controlo de crédito que contribuam para a redução dos atrasos de pagamento, responsáveis por 25 por cento das falências ”.

PUB
Banco de imagens


Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos