Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB

Quais serão os principais “hot spots” de emprego após o Covid-19?
2020-08-10

Os sectores tecnológico, legal, e-commerce, biotech, logístico e industrial são aqueles que mais impulsionarão a atividade de contratação dos próximos meses.

À medida que a Covid-19 continua a influenciar a forma como trabalham os profissionais e os próprios espaços de trabalho, as empresas tiveram de reorientar e reformular as suas estratégias de negócio para assegurar a sua continuidade. Para muitas organizações, a transformação digital dos seus canais de venda passou de um desafio a uma necessidade essencial, que resultou em muitos casos na contratação de novos profissionais.

Embora a grande maioria dos sectores esteja a passar por momentos de grande complexidade e dificuldade devido aos efeitos da Covid-19, há clusters de emprego que resistem, encontrando-se em crescimento e/ou continuando a sua tendência de crescimento nos próximos meses, como é o caso das áreas biotech, logística ou e-commerce.

Tecnologia

A Robert Walters, consultora de recrutamento e seleção especializada para postos intermédios e diretivos a nível global, destaca as cinco principais áreas de emprego e as posições mais oferecidas pelas empresas durante os próximos meses. Na área tecnológica, as posições com maior oferta são principalmente duas. “Por um lado, os especialistas em cibersegurança, para que as empresas analisem as vulnerabilidades dos seus processos digitais, possam reforçá-los e tentar mitigar os riscos associados. Por outro lado, procuram-se software developers especializados em frontend, que são aqueles que se encarregam de que as novas aplicações e funcionalidades presentes em cada website ou aplicação funcionam de uma maneira fluida, sejam o mais simples possível e que cumprem a sua função com o menor esforço por parte do utilizador”, comenta Surabhi Raju, consultora da Divisão de IT&Digital na Robert Walters.

As posições técnicas com maior oferta serão as de programação e sistemas, com o objetivo de implementar e manter operativa toda a estrutura do teletrabalho nas funções em que este não estava previsto por longos períodos de tempo, antes da Covid-19, por exemplo, em áreas como atenção ao cliente, call centers e “shared service centres”. Por outro lado, vai aumentar a procura de perfis de cibersegurança e de SAP com experiência em diferentes módulos em empresas de grande consumo.

Finalmente, aumentará o interesse em contratar perfis de diretivos de IT na modalidade remota (CTO’s, IT Managers, etc.) para que consigam gerir as suas equipas e projetos em teletrabalho com sucesso. A contratação interim management também terá um crescimento significativo para preencher vagas de direção tecnológica.

Recursos humanos

Muitas empresas foram impactadas em menor ou menor escala pela crise do coronavírus. Nas organizações, as áreas financeira, comercial, jurídica, logística ou marketing tiveram de modificar as suas práticas e metodologias, nestes últimos meses.

Dentro deste novo contexto, os líderes de recursos humanos tiveram e continuarão a ter um papel crucial na reformulação, administração e comunicação das novas estratégias e planos de compensação que poderão afetar os empregados após a Covid-19. Consequentemente, uma das posições com mais oferta será a de Talent Manager, cujas funções serão realizar os processos de contratação e onboarding de novos colaboradores (em muitos casos remotamente), tarefas de administração de pessoal, PRL, RGPD e formação.

Da mesma forma, procuram-se advogados especialistas em direito do trabalho para prestar aconselhamento e apoiar a negociação de acordos coletivos e de empresa, preparação de litígios laborais e dar suporte aos sócios.

Por último, empresas de diferente tamanho e natureza irão reforçar as suas equipas financeiras com especialistas em “cash management e tesouraria para assegurar a gestão eficaz do seu cash flow nestes tempos de maior incerteza.

Cadeia de abastecimento

“Segundo uma visão holística e estratégica do mercado industrial, o impacto da Covid-19 sentir-se-á, nestes próximos meses, desde uma perspetiva técnica, na flexibilização dos layouts, automatização dos processos de fabrico, relevância dos stocks, relocalização de fábricas, até à parte mais humana, na reestruturação organizacional, liderança e talento que se procura no contexto VUCA (Volatility, uncertainty, complexity and ambiguity)”, comenta François-Pierre Puech, Senior Manager da Robert Walters Portugal. Neste novo contexto, serão mais procurados os Supply Chain Managers, Plant Managers e especialistas em Lean Management.

Por outro lado, procuram-se profissionais especializados na área de produto: Product Managers e gestores de stock para o sector industrial, assim como comerciais de packaging e responsáveis de transporte para o sector logístico, operadores e técnicos SAT de manutenção para a indústria química e alimentar.

Por último, serão necessários técnicos de instalações com experiência em instalação e manutenção (tanto preventiva como corretiva) de equipamentos de climatização, ventilação, refrigeração e aquecimento, função essencial no período pós Covid-19 para assegurar a correta manutenção das diferentes instalações industriais e hospitalares.

E-commerce

As vendas de comércio eletrónico não cresceram em todos os âmbitos durante a pandemia, embora algumas indústrias continuarão a ter aumentos significativos nestes próximos meses. “Isto é especialmente certo para os vendedores online de artigos para a casa, alimentação, cosmética e mesmo têxtil. Como consequência, os profissionais responsáveis do canal e-commerce (E-commerce Managers) continuarão a ser muito procurados pelas empresas de grande consumo”, refere José Miguel Rosenbusch, Manager na divisão de Sales & Marketing na Robert Walters.

À medida que mais têm operações online, as perspetivas de emprego para os perfis digitais continuam sólidas. Com o objetivo de apoiar os canais e plataformas digitais, os perfis mais procurados em marketing serão, por um lado, todos aqueles que se dedicam ao marketing digital e, por outro, os especialistas em web design e melhoria de websites.

Biotech

Os perfis Medical Scientific Liaison (MSL) e Regulatory para os departamentos médicos vão continuar a beneficiar de uma atividade de contratação significativa, seguidos dos perfis comerciais e de marketing focados em produtos farmacêuticos e dispositivos médicos, destacando-se os gestores de produto e delegados comerciais.

Finalmente, aumentará exponencialmente a necessidade de profissionais relacionados com a operações em empresas farmacêuticas, cuidados de saúde e biotech, desde o próprio responsável de fábrica aos operários industriais.

PUB
Capa da Revista



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos