Notícias
Destaques
Artigos
Outros mercados
Banco de imagens
Banco de oportunidades
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB
Em 2021 quase metade dos consumidores britânicos comprarão através das redes sociais
2012-05-28

Um estudo do Barclays, realizado no Reino Unido, indica que a geração dos consumidores que compram através das redes sociais vai assumir um papel de destaque nos padrões de consumo, com 41 por cento dos consumidores britânicos a serem influenciados pelas redes sociais ou utilizando-as mesmo para realizar as suas compras.

 Dentro da faixa etária dos 25 aos 34 anos, o número sobe, com cerca de 45 por cento dos consumidores britânicos desta faixa etária a utilizar já o “s-commerce”. Segundo o estudo do Barclays, estima-se que este número atinja os 73 por cento em 2021.

 Perto de 70 por cento dos compradores online britânicos já são utilizadores activos de redes sociais, mas o número de consumidores que compram através das mesmas irá aumentar, à medida que redes como o Facebook, o Twitter ou o Pintesest vão esbatendo as fronteiras entre canais de retalho. As redes sociais desempenham um papel mais forte enquanto influenciadores e como integradores multi-canais do que como canal de vendas directo. Os utilizadores estão receptivos a novas ideias, sugestões e recomendações nas redes sociais mas não estão activamente interessados em comprar. Traduzindo em receitas, espera-se nos próximos cinco anos as vendas influenciadas pelas redes sociais no Reino Unido dupliquem de 1,4 mil milhões de libras para 3,3 mil milhões. Em comparação, estima-se que as vendas directas cresçam de 210 milhões para 300 milhões de libras.

 

Os sectores que beneficiarão um crescimento nas vendas devido à influência crescente das redes sociais são a moda, o calçado, a música, os filmes e produtos alimentares.

PUB
Banco de imagens


Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos