Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB

Promoções aumentam 28% mas as compras reduziram -2.1%
2015-05-08

O volume promocional aumentou 28% mas as compras reduziram -2.1% no FMCG,( Fast Moving Consuming Goods) durante o primeiro trimestre de 2015, face a 2014.

Aparentemente a resultante entre o contexto socioeconómico, o shopper português e as estratégias do conjunto de operadores no Grande Consumo não tem conseguido evitar a contínua redução do volume comprado pelas famílias portuguesas no FMCG nos últimos quatro anos. Uma vez mais isso aconteceu no 1º trimestre de 2015 pois, segundo dados da Kantar Worldpanel, os lares compraram -2,1% volume face há um ano atrás. Apesar do aumento em 28% do volume promocional verificado este trimestre o resultado continua a ser uma redução global das quantidades compradas. Mais significativa é ainda a queda verificada na oferta MDD onde, apesar de este ano surgirem este ano maior número atos de compra com promoções neste tipo de oferta, isso não evitou uma queda do volume das MDD em -4,4%, quase o dobro do verificado no mercado Total FMCG. As promoções só parecem estar a ter um efeito positivo no crescimento do volume comprado de Marcas de Fabricante, que crescem 3,2% nestes primeiros meses do ano.

"Se em termos macroeconómicos vemos que os índices de confiança do consumidor estão a melhorar, concluímos que isso não afeta, ainda, o consumo FMCG das famílias portuguesas. Nem afeta o consumo de outros bem “não duráveis” como seja o mercado de Roupa, que tem uma queda de -3% em idêntico período temporal" afirma a organização.

A informação sobre promoções considera apenas as promoções constantes nos folhetos promocionais da distribuição moderna em produtos embalados, excluindo os produtos Frescos. O universo de lares considerados é para Portugal Continental. A amostra do painel de lares da Kantar Worldpanel é composta por 4.000 lares, representativos do universo em estudo.

As promoções estão hoje presentes em 51% dos atos de compras no mercado “FMCG Sem Frescos”, realizados pelos 99% lares de Portugal Continental que as utilizam. Este fenómeno tem obviamente um custo para o mercado e para todos os operadores do FMCG, retalhistas e fabricantes. A Kantar Worldpanel estima que o mercado perdeu cerca de 5% de todo o valor do “FMCG sem Frescos”, só pelo fator promoções, sem ser compensado pelo aumento do volume. Pelo contrário, o comportamento de compra do shopper está fazer cair o volume comprado.

Segundo a Kantar Worldpanel, um caminho que o mercado pode tomar em 2015 é "ajustar melhor as promoções, reduzindo o seu custo e/ou melhorando o seu retorno".

PUB
Capa da Revista



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos