Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB

As marcas devem entender o consumidor digital
2019-10-30

Maira Barcellos, responsável pela media da Nielsen, detalha as principais conclusões do relatório Nielsen Digital Consumer Survey e faz uma radiografia ao consumidor digital na sua vida cotidiana.

Algumas conclusões:

- O consumidor digital vive conectado 20% do tempo durante a semana, num total de 74 horas.

- 92% estão conectados todos os dias com seus telefones e 72% com seus computadores. Não esquecendo os outros dispositivos, como Smart TVs, com 5% de crescimento, e consolas, com 4% de crescimento em relação a 2018. Os tablets permanecem igual, com um uso de 35,5%.

- 88% das pessoas conectadas compram algo online. A compra efetua-se com um computador ou laptop em 49,4% dos casos, com um smartphone em 40,9%, com um tablet em 8,9% e com outras meios em 0,8%.

- O consumidor pesquisa de manhã, à tarde começa a tomar decisões e à noite compra". Ou seja, "somos compradores noturnos" afirmou Maira Barcellos. Uma informação importante para as marcas e lojas e lamentou que "em 2019, existem lojas on-line que não estão preparadas para oferecer a melhor experiência de compra em smartphones".

- Mais de 30% procuram produtos electrónico e de saúde, beleza e entretenimento online. O mais comprado é na área da moda (44,5%), seguido pela eletrónica (34,7%) e produtos de saúde e beleza (30,1%).

- Apenas 9% dos consumidores descobre os sites das próprias marcas. Mais da metade usa mecanismos de busca online e redes sociais. "No e-commerce, é preciso oferecer algo mais. Transporte grátis e pagamentos convenientes, com um simples click, são os mais valorizados. De facto, 75% dizem que o frete grátis de produtos é o incentivo mais importante na compra on-line e cinco em cada dez valorizam um processo de pagamento simples e rápido" afirma.

- O consumidor é muito colaborativo nas redes sociais, conversa sobre a vida e as suas preferências e analisa quantas estrelas existem num determinado serviço ou produto. Nesse sentido, adora fazer recomendações e partilhar esse tipo de experiência nas redes sociais.

Para chamar a atenção do consumidor digital, as marcas devem entender o seu comportamento para melhorar o desempenho.A profissional concluiu que há muito a aprender e que "a internet faz parte do estilo de vida e há cada vez mais oportunidades".

PUB
Banco de imagens



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos