Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB

KuantoKusta quer faturar 25 milhões em 2025
2020-05-21

O KuantoKusta comemorou este sábado, dia 16 de maio, 15 anos de atividade, com o desígnio de atingir os 25 milhões de euros de faturação em 2025, graças a novos projetos e recursos em carteira.

Nos próximos 5 anos, a empresa liderada por Paulo Pimenta quer continuar focada na ajuda nas compras em segurança e ao melhor preço. “Temos vários projetos em carteira que envolvem o sector do retalho, comparação de serviços e a contratação de 50 colaboradores para esse fim, sendo que 20 serão contratados até final deste ano”, adianta Paulo Pimenta.

Revisão em alta

Para 2020, a empresa está a rever em alta as suas metas, querendo agora acabar o ano com 70 colaboradores e ascender aos 65 milhões de visitas e aos cinco milhões de euros de faturação, contra os 55 milhões de visitas e 4,3 milhões de euros de faturação inicialmente previstos. “Em março/abril crescemos mais 130% face ao período homólogo em 2019, devido à Covid-19, um crescimento sem precedentes. O confinamento obrigou os portugueses a recorrerem mais ao e-commerce e foram registados 6,5 milhões de visitas, só em abril, o melhor mês da história da empresa”, avança o responsável.

Mesmo antes da pandemia, o KuantoKusta tinha investido 250 mil euros em novas instalações e já apostava na sua app e no reforço de categorias mais ligadas a compras recorrentes.

800 lojas integradas

A empresa, recorde-se, começou com 10 lojas, em 2005, e hoje integra 800, o que permite a comparação de preços de mais de dois milhões de produtos. “Em 15 anos, para lá do comparador, lançámos uma app, o marketplace, o projeto KK supermercados e mantemo-nos, há três anos consecutivos, como a escolha do consumidor na comparação de preços”, frisa Paulo Pimenta.

Nos próximos meses, a empresa quer continuar a reforçar a colaboração com as transportadoras nacionais, para melhorar as entregas do marketplace, com o intuito de entregar mais depressa, no momento escolhido pelo consumidor, incluindo sábados, e com um seguimento em tempo real. Tornar as devoluções mais cómodas é outro grande desafio.

PUB
Capa da Revista



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos