Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB
Aumentam os riscos de deterioração no Vietname
2019-05-20

O mais recente relatório divulgado pela Crédito y Caución alerta para o aumento dos riscos de deterioração do Vietname decorrentes da guerra comercial entre os Estados Unidos e a China e da desaceleração do gigante asiático. “Por ser uma economia aberta, que depende em grande medida do comércio externo, o aumento do protecionismo ou a diminuição do comércio mundial poderiam ter importantes efeitos em cadeia“, refere o relatório.

A seguradora de crédito espera que, entre 2019 e 2020, o crescimento económico se mantenha estruturalmente elevado, acima de 6%, impulsionado pela evolução da procura interna e pelas exportações. Espera-se que o crescimento das exportações se mantenha pujante, graças à deslocalização para o país das indústrias exportadoras chinesas, especialmente do sector do vestuário. No entanto, o ambiente de negócios no Vietname ainda é prejudicado pela debilidade institucional, pelas carências em termos de infraestruturas e pela elevada participação de empresas públicas financeiramente ineficientes na economia do país. Entre os pontos fortes desta economia estão a sua abertura, a diversificação do seu comércio externo e a escassa presença de produtos básicos nas suas exportações.

O elevado crescimento do PIB e a criação pelo Estado de um “banco mau” reduziram as taxas de incumprimento, mas a elevada dependência de financiamento bancário por parte das empresas colocou os créditos em aberto em 130% do PIB. Embora o sector financeiro esteja a ganhar força por via da consolidação e do investimento estrangeiro, poderá ter dificuldades em responder às necessidades do sector privado nos próximos anos.

A dívida externa, principalmente a dívida pública com maturidade de longo prazo, permanece estável e bem financiada. A moeda vietnamita deverá enfraquecer gradualmente em relação ao dólar, em 2019, devido ao aumento da inflação e ao ajuste monetário na América do Norte. O relatório prevê um aumento nas taxas de juros oficiais para suportar o dong vietnamita.

PUB
Capa da Revista



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos