Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB

Estudo "Clima de Consumo na Europa" da GfK: Consumidores continuam otimistas, mas prudentes
2018-04-19

O clima de consumo na Europa está a revelar-se bastante menos otimista no primeiro trimestre de 2018 do que no final do ano passado. Segundo dados do estudo “Clima de Consumo na Europa” da GfK, as expetativas económicas em todos os países da União Europeia desceram em média para 15 pontos em março de 2018. Isto representa uma descida de dois pontos face a dezembro de 2017. Para 2018, a GfK prevê um aumento de 1,5 a 2% (em termos reais) no consumo das famílias na União Europeia.

Os países que registaram aumentos mais substanciais em 2017 claramente perderam pontos agora, em média. Em França e na Áustria, particularmente, o clima de euforia parece ter-se retraído temporariamente na sequência das eleições. A opinião dos consumidores na República Checa e Bélgica, relativamente ao desenvolvimento económico dos seus países, é muito mais positiva.

As expetativas de rendimentos continuaram a registar, em média, aumentos por toda a Europa. Os aumentos registados foram de 1,3 pontos nos primeiros três meses, atingindo os 16,3 pontos em março. Os consumidores na Grã-Bretanha e na Bulgária estavam particularmente otimistas relativamente ao aumento dos seus rendimentos, e este indicador registou um aumento de dois dígitos. Registaram-se quebras significativas em França e em Espanha.

No início do ano, a propensão para comprar caiu, em média, 1,3 pontos por toda a UE, mantendo-se nos 19,7 pontos em março. Este indicador registou um crescimento particularmente substancial na República Checa (ao contrário do que aconteceu na maioria dos restantes países europeus) e faz sobressair o panorama de consumo geralmente positivo dos consumidores checos.

Capa da Revista



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos