Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB

CNA Group apresenta oferta para a reabertura da Fagor
2014-04-15

O CNA Group, empresa detentora das marcas Cata, Nodor e Apelson, apresentou em tribunal, no passado dia 9 de Abril, uma oferta para a reabertura da Fagor.

No valor de mais de 16 milhões de euros, esta oferta contempla ainda um plano de investimentos nos próximos quatro anos, no valor de 90,5 milhões de euros, e inclui as duas unidades de produção da Fagor Electrodomésticos em Guipúzcoa e em Mondragón.

Nos planos do CNA Group está a continuidade da marca Fagor. O plano industrial compromete-se com a criação de, no mínimo, 520 postos de trabalho e respeitar a maioria das condições salariais e sociais que existiam na cooperativa Fagor Electrodomésticos. A entidade compradora será uma nova empresa do CNA Group no País Basco. A nova sociedade deve incorporar na sua maioria os sócios cooperativistas, antigos trabalhadores por contra de outrem e dirigentes da Fagor Electrodomésticos e outras empresas do Grupo Fagor que, pela sua experiência, assegurarão os requisitos de qualidade e eficiência reconhecidos nos produtos da Fagor ao longo dos anos.

O interesse do CNA Group na produção no País Basco completaria um projecto industrial iniciado em 1947 com a marca Cata em Barcelona. Com a integração destas unidades de produção, o plano industrial europeu do CNA Group ficaria finalizado.

A notícia que está a ser avançada pela Marrón y Blanco sucede ao anúncio por parte da administração de insolvência do plano de liquidação da Fagor e da autorização da Cevital para a compra das marcas da Fagor. Segundo o comunicado à Comissão Nacional do Mercado de Valores espanhola, os administradores de insolvência da Fagor Electrodomésticos e da sua filial Edesa apresentaram no tribunal de San Sebastián um plano de liquidação de ambas as empresas. O tribunal tem 15 dias para o aprovar, apresentando-o de seguida às empresas interessadas na compra dos diferentes activos. Até ao momento, são do domínio público apenas duas propostas, a anteriormente referida do CNA Group e a do grupo argelino Cevital que, entretanto, conseguiu autorização do tribunal para comprar as marcas da Fagor, nomeadamente a Brandt, De Dietrich, Vedette, Sauter e Easycook, por 25 milhões de euros.

PUB
Capa da Revista



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos