Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB

Frio português da Fricon ultrapassa os 89 milhões de euros
2018-02-22

Presente no dia-a-dia dos portugueses desde 1976, a FRICON está sediada em Vila do Conde e conta com uma outra unidade fabril no Brasil desde 1996.

Habituada a “prever os caminhos do frio”, a aposta da FRICON em áreas de actuação complementa-res abrange o setor doméstico, de bebidas, de congelados e, de forma muito especializada, a produção de equipamentos de frio para o “retail”. A sua Marca está disseminada por mais de 100 países e com mais de 1000 colaboradores no Grupo, a FRICON fechou o ano de 2017 com um volume de negócio de 89 milhões de euros, crescendo em relação a 2016, em que tinha alcançado a marca de 82 milhões de euros.

Como parte da estratégia definida para o negócio, a empresa reforçou a sua operação em Portugal com a entrada de mais 30 colaboradores desde Setembro do ano passado, e em paralelo está a desenvolver testes operacionais com compressores e controladores com novas tecnologias sem-pre com o propósito de melhorar a eficiência energética e reduzir os consumos.

Após ter realizado investimentos superiores a 1,5 milhões de euros entre 2013 e 2015 alocados a máquinas, equipamentos e desenvolvimentos próprios para assegurar o fabrico da maioria dos componentes que utiliza, a FRICON integra nos seus equipamentos compressores de velocidade variável e moto ventiladores de alta eficiência. Tudo para maximizar a eficiência dos seus equipa-mentos de frio. A acompanhar estes avanços na inovação, que em muito resultam do trabalho desenvolvido no Centro de Investigação e Desenvolvimento que inaugurou em 2015, a FRICON vai mais longe e está a realizar novos investimentos na linha de produção. O atual plano para o triénio, entre 2017 e 2020, engloba um total de investimento que supera os 3,2 milhões de euros.

Posicionada nos lugares cimeiros a nível internacional no setor do frio, o logótipo da Fricon está em centenas de milhares de conservadores para gelados da Olá (e outras do Grupo Unilever) e revela um pouco da dimensão desta empresa de cariz familiar, que se orgulha também em merecer a confiança de Clientes como o Grupo Jerónimo Martins, Grupo Sonae, Grupo Carrefour, Grupo Cencosud, Wal-Mart, Intermarché, Danone, Coca-Cola, Schincariol, Itaipava, Unicer, Heineken, entre outros, que utilizam equipamentos Fricon para congelar, refrigerar e conservar os seus produtos.

Habituada a prever os caminhos do frio, a aposta em áreas de atuação complementares abrange os setores domésticos, de bebidas, de congelados e de forma muito especializada a produção de equipamentos para supermercados.

A inovação tecnológica está nos alicerces da FRICON e a confiança das grandes marcas de distri-buição tem permitido avanços como a utilização dos gases ecológicos, e em geral no processo de fabrico dos seus equipamentos indo ao encontro do cumprimento das regulamentações, tornando-os amigos do ambiente.

A consolidação internacional é demonstrada pela unidade industrial brasileira sediada no Recife desde 1996, e que emprega 800 colaboradores, bem como a abertura da delegação comercial em Madrid, que desde há 4 anos garante um incremento de oferta aos clientes espanhóis e também reforçando o apoio pós-venda. De uma pequena aldeia do concelho de Vila do Conde” a força do frio português faz sentir-se pelo mundo.

Radiografia: Facturação Portugal – Superior a 21 milhões de euros | Facturação Brasil – Superior a 67,5 milhões de euros | Trabalhadores Portugal – Mais de 200 | Trabalhadores Brasil – 800 | Mais de 100 mercados | Delegação comercial e apoio pós-venda em Madrid desde 2013 | Peso da exportação – cerca de 80% – Fricon Portugal | 100% das vendas Fricon Brasil para mercado Interno.

PUB
Capa da Revista



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos