Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB

Vendas da BSH atingem recorde pelo 8.º ano consecutivo
2018-03-14

Pelo oitavo ano consecutivo, a BSH Hausgeräte obteve um recorde nas vendas, que cresceram, em 2017, para os 13.800 milhões de euros.

De acordo com os dados da fabricante de eletrodomésticos, detentora de marcas como a Bosch, a Siemens e a Balay, enquanto o sector aumentou, a nível mundial, 2%, a faturação da BSH cresceu 5,8%, o que compara com os 3,5% do ano anterior e amplia a sua posição de liderança na Europa. “Estes resultados asseguram-nos que estamos no bom caminho para atingir os nossos objetivos de crescimento a longo prazo, ao mesmo tempo que perseguimos a transformação cultural e digital da BSH”, assinala Karsten Ottenberg, porta-voz do Conselho de Administração do grupo alemão.

A fabricante tem como meta os 20 mil milhões de euros em vendas antes de 2025. Nesse sentido, os serviços digitais para eletrodomésticos inteligentes, comercializados sob a marca Home Connect, são cada vez mais estratégicos, ao permitir receitas adicionais e novos modelos de negócio, através da oferta de valor acrescentado e capacidades de personalização aos consumidores. “A forma como as pessoas vivem, cozinham e desempenham as tarefas domésticas está em mudança contínua. Queremos continuar a ser a primeira opção para os consumidores em todo o mundo, pelo que procuramos oferecer-lhes opções novas e atrativas. Por isso, a BSH continua a transformar-se numa empresa Hardware +, que não só oferece eletrodomésticos como também uma ampla gama de serviços digitais individuais. Por este motivo, no ano passado, adquirimos 65% do capital da startup Kitchen Stories e estamos gradualmente a incorporar receitas desta plataforma global no nosso ecossistema digital Home Concept, que nos permite oferecer aos nossos consumidores novas experiências em todos os aspetos da cozinha, num mundo cada vez mais conectado”, acrescenta. Recorde-se que a Kitchen Stories é usada em 150 países.

Todas as regiões e marcas contribuíram para os resultados, com a Europa a crescer 2,1% e os Estados Unidos da América a aumentarem 0,1%. Nas outras regiões houve uma evolução a dois dígitos.

No ano passado, a BSH investiu 4,6% das vendas, cerca de 637 milhões de euros e direcionou outros 622 milhões de euros a atividades de investigação e desenvolvimento. Foram abertas três novas fábricas, duas na Polónia e uma na China.

PUB
Banco de imagens



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos