Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB

Apple perde força no mercado de smartwatches
2019-01-15

Apesar do mercado global de smartwatches estar a ter um crescimento constante, a quota da Apple continua a diminuir, de acordo com a ABI Research.

De acordo com a consultora, o mercado de relógios inteligentes aumentará de 40 milhões de unidades, em 2018, para mais de 99 milhões, em 2023, com a quota de mercado da Apple a situar-se abaixo dos 43,55% do segundo e terceiro trimestres de 2018, o seu valor mais baixo desde 2017.

Não obstante, apesar de perder peso no mercado, a Apple ainda continua na frente, seguida à distância pela Fitbit, Huawei e Samsung, com cerca de 8% cada.

O segmento dos relógios inteligentes é uma parte importante do mercado dos wearables em geral, já que oferece aos consumidores acesso a um grande número de funções, como acompanhamento da condição física, notificações e monitorização da frequência cardíaca, assinala Stephanie Tomsett, analista da ABI.

Os consumidores estão cada vez mais a optar por dispositivos de outras empresas que não a Apple. Estão a comparar cada vez mais os benefícios e os custos entre as funções adicionais e a duração da bateria e o preço mais baixo dos vários dispositivos concorrentes no mercado. O Apple Watch é vendido entre 399 dólares sem LTE e de 499 dólares com LTE, com uma autonomia de aproximadamente 18 horas e é compatível com dispositivos iOS. Por sua vez, o Samsung Galaxy Watch, que possui muitos dos mesmos recursos, exceto um sensor de queda e recursos de ECG, é vendido entre 329 dólares sem LTE e de 379 dólares com LTE, com uma duração de aproximadamente três dias e é compatível com dispositivos iOS e Android. O Fitbit Versa é vendido por 199,95 dólares com uma autonomia de aproximadamente quatro dias dias e é compatível com iOS e Android. O Huawei Watch GT, que oferece monitorização da frequência cardíaca com auto-aprendizagem e GPS juntamente com as funções normais dos relógios inteligentes, é vendido por 230 dólares, tem autonomia de 14 dias e é compatível com dispositivos iOS e Android.

A Apple continuará a vender um grande número de relógios inteligentes. No entanto, com tantos outros modelos disponíveis com a maioria dos principais recursos do Apple Watch, a um preço reduzido, maior duração da bateria ou compatibilidade com um maior número de sistemas operativos para smartphones, é provável que mais consumidores tendam a afastar-se da Apple em favor desses outros dispositivos, conclui Stepanhie Tomsett.

PUB
Banco de imagens



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos