Notícias
Destaques
Artigos
Banco de imagens
Parceiros
Guia de Marcas
Newsletter
Quem somos
Contactos

PUB

Vendas de computadores na Europa Ocidental caíram 2% em 2016
2017-01-31

As vendas de computadores pessoais na Europa Ocidental terminaram 2016 no negativo, com uma queda de 2%, de acordo com a consultora britânica Context. Particularmente negativo foi o quarto trimestre, no segmento de consumo, que registou um decréscimo de 7%. Se todas as categorias de produtos caíram, a maior queda foi sofrida pelos modelos de desktop (-16%).

No que diz respeito aos modelos empresariais, cresceram 6% em volume. A categoria de notebooks foi a que teve o maior crescimento (9%), seguida pela de modelos desktop (2%) e as workstations (1%).

Os produtos específicos para empresas, como o iPad Pro da Apple e o Surface Pro da Microsoft, também tiveram procura.

Em linha com o que era esperado, o Windows 10 começou a desempenhar um papel mais proeminente no segmento empresarial no último trimestre de 2016, segundo destacam fontes da Context. 38% dos computadores profissionais com Windows vendidos através de retalhistas na Europa Ocidental durante o último trimestre de 2016 incluíram o Windows 10 Pro, em comparação com 22% no terceiro trimestre.

Os dados mensais também mostram a progressão. Se em outubro, a percentagem de computadores profissionais que incluíam Windows 10 Pro foi de 27%, em novembro atingiu 37% e no final do ano chegou a 48%.

Por país, as vendas em volume de PC's subiram 5,3% na Alemanha, 7% na Itália, 4,8% na Áustria, 3,6% na Suíça e 0,5% na Suécia, enquanto que caíram 8,5% nos Países Baixos, 7,2% no Reino Unido, 0,4% em Espanha e 0,3% na França. A nível de todo o continente também se destaca o declínio na Polónia (-18,2%).

PUB
Banco de imagens



Mercado

L.Branca/PAE

Multimédia

Exclusivos